Blog de china243

Jornalismo on-line na América Latina

O El Tiempo soltou uma enquete sobre jornalismo on-line na América Latina feito por empresas tradicionais que tem versão em papel. Do Brasil, só o Zero Hora participou.

Ao contrário dos tempos da bolha, os colegas empregados que cuidam dos sites de grandes jornais ganham menos e são mais jovens. O trabalho de reportagem fica em segundo plano e a prioridade é a edição e redação.

- La mayoría de los periodistas de los puntocom de los periódicos de América Latina (87 por ciento) tiene entre 20 y 30 años. En otros sitios web, este porcentaje se reduce al 63 por ciento.

- La mayoría de las cabezas de los puntocom de los periódicos de América Latina creen que los periodistas online son percibidos como de menor nivel por sus colegas de la edición impresa. Un porcentaje menor, pero significativo, cree que los periodistas digitales son el futuro.

- Casi la mitad, el 49 por ciento, de los periodistas de las ediciones digitales de los periódicos ganan menos que los periodistas de las ediciones de papel. El 43 por ciento gana igual. Solo en un periódico el nivel salarial de los periodistas online es superior al de los impresos.

blog:

Motivos para o fracasso da ocupação do Iraque

O Krugman no New York Times de hj comenta algumas causas do fracasso da ocupação do Iraque como: a corrupção, compras com licitações precárias, vantagens indevidas às empresas amigas do baby Bush e a escolha de um conselho de personalidades iraquianas preocupadas mais com próprio bolso do que com o país.

Além disso, o colunista cita uma entrevista com o antecessor do Paul Bremer, Jay Gardner, dizendo que um dos motivos da demissão dele foi a vontade de realizar eleições de antes de privatizar as empresas iraquianas, indo contra um plano desenhado ainda no final de 2001.

Cronyism and corruption are major factors in Iraq's downward spiral. This week the public radio program "Marketplace" is running a series titled "The Spoils of War," which documents a level of corruption in Iraq worse than even harsh critics had suspected. The waste of money, though it may run into the billions, is arguably the least of it — though military expenses are now $4.7 billion a month. The administration, true to form, is trying to hide the need for more money until after the election; Mr. Cordesman predicts that Iraq will need "in excess of $50-70 billion a year for probably two fiscal years."

More important, the "Marketplace" report confirms what is being widely reported: that the common view in Iraq is that members of the U.S.-appointed Governing Council are using their positions to enrich themselves, and that U.S. companies are doing the same. President Bush's idealistic language may be persuasive to Americans, but many Iraqis see U.S. forces as there to back a corrupt regime, not democracy.

IMHO, Baby Bush vai cair simplesmente pq está decepcionando os investidores... Um ano de ocupação e já tem gente contabilizando o prejuízo como GE e Siemens (Veja nota).

EUA pode perder liderança tecnológica

Gente que trabalha com tecnologia precisa ler o artigo do Friedman no New York Times de hj.

blog:

Amazônia: desenvolvimento para salvar a floresta

O New York Times publicou um artigo dos autores de um livro sobre a Amazônia, Brian Kelly e Mark London dizendo que a solução para a Amazônia seria mais desenvolvimento. O texto reflete a posição do agribusiness brasileiro e ouve gente como o Blairo Maggi, mas não ouviu ninguém do lado da Marina. A idéia que os caras querem passar é: dá para manter de 60% a 70% de floresta virgem e destruir o resto.

The facts have changed, as we discovered while traveling thousands of miles across the Amazon this year. At one time, use and abuse of the region were synonymous. In many instances, the best development was no development at all: there were few alternative uses of the forest that justified its destruction.

Not anymore. Technically savvy Brazilian farmers have created profitable large-scale cattle ranches and soybean farms that reach to the horizon. Cotton, corn and rice, when rotated properly, flourish in the delicate soil. Last year, Brazil passed the United States in soybean exports.

Não sou ecologista, mas já ví ao vivo a fronteira agrícola da Amazônia no Mato Grosso, Rondônia e sul do Pará. É triste.

blog:

Siemens e General Electric suspendem trabalho no Iraque

A coisa tá feia. O medo superou o interesse financeiro. De acordo com o New York Times, as duas empresas não estão comentando o assunto "por motivos de segurança", mas a retirada foi confirmada pelos governo provisório iraquiano.

Páginas

Atenção:

Não há censura de opinião nos comentários, mas o vc é o responsável pelo que escrever. Ou seja, aqui vale o Yoyow (You Own Your Own Words).

Lembre-se: Opinião é diferente de informação.

Informações sem fonte ou que não puderem ser checadas facilmente podem ser deletadas.

Serão apagadas sem dó mensagens publicitárias fora de contexto, spam usado para melhorar a posição de sites e outras iniciativas de marqueteiros pouco éticos.

Respeite as regras básicas Netiqueta.

Grosserias desacompanhadas de conteúdo, coisas off-topic e exagero nas gírias ou leet que dificultem o entendimento de não-iniciados tb não serão toleradas aqui.

Vou apagar sumariamente todos os comentários escritos inteiramente CAIXA ALTA, mensagens repetidas e textos que atrapalhem a diagramação do site.

Além de prejudicar, a leitura é falta de educação.

Não publique tb números de telefone, pois não tenho como checá-los. As mensagens com números de telefone serão apagadas inteiras.

Obviamente, qq conteúdo ilegal tb será deletado sem discussão.

Evite também mensagens do tipo "me too" (textos apenas concordando com o post anterior sem acrescentar algo à discussão).

Clique aqui para ver algumas dicas sobre como escrever um texto claro, objetivo e persuasivo.

Todas os comentários são considerados lançados sobre a licença da Creative Commons.

Se você não quer que seu texto esteja sob estes termos, então não os envie.

Subscribe to RSS - Blog de china243



br101.org by br101.org is licensed under a Creative Commons Attribution-Share Alike 2.5 Brazil License.

Nenhum produto M$ foi usado na construção destas páginas.
Este site usa Drupal (Apache, PhP e MySql).

Se vc quiser tentar aprender a fazer um site igual a este usando softwares livres, vá até o weblivre.br101.org e leia:

Como fazer um website de verdade?